05 abril 2015

Por essas e por outras Deus prefere nós


Há vários anos atrás, logo que eu comecei no louvor eu achava tudo uma maravilha até que eu ouvi a ideia mais estranha do mundo. Um concurso para revelar novos levitas.



Logo de cara eu, que topava tudo só para louvar no altar, já pulei fora e critiquei a ideia. Anos mais tarde eu me deparo com a ideia em um canal de TV aberto.

Não vejo nada de errado em ter levitas disputando em programas estilo Ídolos, mas vejo muita coisa errada em uma igreja criando um programa desses.

Em um programa normal é bom ter um levita, é um sinal de que Deus está sobre aquele lugar agora no segundo caso muitos dizem:

- É uma forma de evangelização!

Mas eu te digo, não é. E nessas horas, em que eu sou bem crítica, reflito sobre o porque de Deus habitar em nós e não em templos físicos ou em placas de igrejas.

Igrejas são feitas por humanos e, por mais que digam que a obra é para Deus, é para humanos. Seu principal objetivo é trazer almas para serem salvas.

O problema é que muitas dessas pessoas sobem em altos cargos pagando de crentes enquanto na verdade só aspiram sucesso profissional.

Daí vem essas ideias, como por exemplo fazer um levita competir com outro em busca de uma gratificação ao invés de uní-los para adorar, que desestruturam a essência da igreja, do lugar onde Deus deve habitar.

Por experiência própria eu digo que evangeliza muito mais uma pregação ou um louvor de um verdadeiro adorador do que um programa mal feito que põe os adoradores um contra os outros em troca de um prêmio.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)