14 maio 2015

Quero saber como vai você...



Esses dias eu tive que me segurar ao máximo pra não te mandar uma mensagem durante a madrugada. 
Quero saber como vai a tua vida, se continua solteiro ou se já achou alguém que te divirta nas noites de sexta feira do mesmo jeito que eu fazia.


Maldito orgulho que nos mantém afastados, ilusões idiotas que me fizeram me fissurar tanto em você que agora mesmo que eu tente te esquecer eu não consigo.

Ainda sonho com nós dois juntos, se amando embaixo de um edredon e em cima de um lençol de seda, aliviando a tensão da semana com um prazer imenso.

Bobagem a minha continuar acreditando que você ainda me deseja do mesmo jeito que eu te desejo. Provavelmente depois de mim já tenham vindo várias outras e eu tenho que superar.

Não somos mais nós, agora somos só eu e você, apenas individuos e um deles já esqueceu dos anos que se passaram, dos planos irracionais e de como tudo era bom.

Como agir? Desligar o meu celular e largá-lo em outro cômodo, bem longe da minha carência e das minhas ilusões, bem longe de você, bem longe de nós dois.


Um comentário:

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)