05 junho 2015

Olhe mais para o próximo



Oi gente, esse é um post desabafo que eu espero que faça vocês refletirem e me faça me sentir mais aliviada comigo.


Tudo começou quando eu e a minha mãe fomos no fórum João Mendes, diga-se de passagem o maior fórum da América Latina, e chegamos um pouco antes do horário do inicio das audiências.

Minha mãe tem cardiopatia grave e por esse motivo não consegue ficar muito tempo em pé e o corpo dela tem dificuldade para controlar a temperatura.

No dia estava um frio congelante e nós só pedimos para entrar da porta para dentro para a minha mãe não passar frio e um guarda nos tratou com grosseria e disse que ela poderia muito bem esperar a abertura do fórum como todos os outros.

O problema é que praticamente todos os outros eram normais e estavam ali por causa de processos e audiências pessoais e nós estávamos lá para um trabalho da faculdade.

Ficamos quase uma hora do lado de fora onde o frio só piorava a cada minuto e não tinha nem um lugar onde sentar e minha mãe começou piorar.

Desde este dia a minha mãe foi piorando, piorando e piorando a ponto de não conseguir andar sozinha do quarto para a cozinha do nosso apartamento.

Além de este descaso ela já teve periodontite e em 2007 fez uma cirurgia neurológica porque se formou um abcesso no cérebro, em 2013 ela teve uma dor de dente horrível e nós fomos para um dentista que arrancou a raiz do dente e não tentou achar o verdadeiro problema.

Se ofereceu para fazer os exames específicos se a gente pagasse R$5.500,00 á vista, mas sabe como é, meu avô não é o Sílvio Santos então fomos procurar por um atendimento público.

Desde então já se passaram dois anos e todo lugar que fomos se recusaram a atender a minha mãe por ela ter cardiopatia grave e faz mais de dois anos que o dente está lá aberto e a gengiva com periodontite.

Onde eu quero chegar? Provavelmente você leia e pense "Que triste isso", mas não vai se importar porque afinal não é você quem está sofrendo, não é você que está com medo que a sua mãe morra e você fique sozinha no mundo...

Se as pessoas olhassem mais para o próximo ao invés de só se importar com o que lhes atinge provavelmente não teriam outras pessoas, como a minha mãe, e outras famílias sofrendo.

Provavelmente se as pessoas se importassem mais com o próximo não mandariam deficientes esperar do lado de fóruns até passarem mal, porque afinal foi desde aquele dia que tudo foi virando um pesadelo aos pouquinhos.

Então vamos fazer a diferença, nessas férias vamos procurar fazer o bem para o próximo, vamos nos sensibilizar com causas que não nos atinjam diretamente, mas atinjam milhões de outras pessoas n mundo.

Se você está comigo nessa mostre seu apoio pelos comentários ou pelo seu blog para eu e as pessoas que necessitam de ajuda não se sentirem tão sozinhas no mundo!




2 comentários:

  1. Tutty ultimamente estou farta da intolerância, da ignorância, da falta de respeito é da falta de amor com o próximo. Cada segundo que passa as pessoas estão egoístas, estão frias. Pensam eles, não é minha mãe, foda-se você (desculpa o palavrão). É culpa do governo, uma parte é. Mas a intolerância vem de nós, pessoas cada vez mais incessíveis. Não tem ideia como é sentir que pode perde a mãe, porque só de pensar da vontade de chorar. Mas eu confio em alguém maior que nós que ira da a vitória para sua mãe. Ela vai melhorar, por mais impossível que pareça, ela vai curar. Confie em Deus, ele vai te ajudar. Muito bom seu blog, gostei muito. Beijos

    http://joicyrecco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu falo no governo pq os governantes, como pessoas, não ligam para os que são minoria e com essa crise econômica ficou muito mais difícil viver, viver virou sobreviver

      Excluir

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)