25 agosto 2015

Um papo sobre aborto



Oi gente, a minha mãe sempre me disse que o estudo transforma as pessoas e no primeiro semestre da faculdade eu finalmente percebi isso pela primeira vez.

Leia o post e comente sobre ele, caso contrário o seu comentário será excluído

No início do ano eu fiz um post sobre o aborto e desde então eu mudei um pouco de ideia, em uma das minhas provas caiu perguntas sobre ums reportagem de uma mulher que estava grávida de gêmeos siameses.

A chance de sobrevivência dos fetos era quase nula, por isso ela entrou com um pedido para que pudesse abortar, apesar de na legislação só ser autorizado esse tipo de prática caso a mãe corra risco de saúde.

No final permitiram que ela o fizesse e também escolhesse entre dois métodos seguros, então eu me perguntei: E se fosse eu nesta situação?

Tem casos como esse ou em que o feto e anencéfalo que eu apoio o aborto, afinal seria mais traumático para os pais esperar nove meses para perder o filho.

Se acontecesse comigo eu oraria muito, pois já vi fetos com sérios problemas de saúde ficarem normais e mais tarde se tornarem crianças perfeitamente saudáveis.

Eu oraria até que estivesse quase acabando o tempo para um aborto seguro, porque eu também não sou masoquista a ponto de sofrer por quase um ano para trazer uma criança que tem mínimas chances de sobrevivência.

Qual a opinião de vocês sobre isso?






4 comentários:

  1. Oi Tutty! Tudo bem? Esse assunto e bem polemico e eu tbm concordo com o aborto em casos onde a crianca esteja com problemas ou a mae corra risco de vida ou mesmo em caso de abuso sexual.

    Você lembra que eu tinha o blog 'meu amor paquistanês' e o 'Lenços e adereços'? Acabei deletando tudo, dei um tempo disso tudo e agora resolvi voltar com um novo blog que é uma mistura dos 2 antigos. O blog tá tão legal que tem até sorteio em dose dupla rolando por lá :) Que tal dar uma passadinha lá e se inscrever no sorteio? Veja como é fácil participar: http://colorindoavidaa.com/index.php/2015/08/05/oba-sorteio/
    Bjiimm

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tutty!Concordo com você!
    Existem casos que realmente seria mais traumático a espera do que o aborto em si, acredito que em situações de violência sexual deve ser permitido também, pelo menos o direito de escolha, que não deve ser fácil pra nenhum dos envolvidos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tutty! Eu sou a favor do aborto quando a gravidez é decorrente de estupro, quando a mãe ou o bebê correm risco de vida e, claro, sempre antes dos dois primeiros meses. Acho que aqui no Brasil, caso fosse legalizado essa prática, viraria um método contraceptivo. As pessoas daqui não têm a consciência necessária para fazer isso com inteligência.

    Beijos,
    www.destemidagarota.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post Tutty , não sou a favor do aborto que muitas meninas fazem , mais sou a favor do aborto que vem do estrupo .

    http://gabbyteensilva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)