06 outubro 2015

Rock in Rio 2015



Oi gente, agora que o Rock in Rio terminou eu vou dar o meu veredito final sobre a edição desse ano. Assim, eu não sou uma especialista no festival, mas eu acompanhei de pertinho as edições de 2011 e 2013.
Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído 

Achei bem fraco esse ano, acho que deveriam dar mais destaque ás bandas nacionais, relativamente novas, no Palco Mundo, afinal teve uma banda/cantor nacional por dia, mas todos já são MUITO conhecidos.

Além dos shows que eu esperava ver, eu assisti também os shows da Rihanna, Katy Perry, Paralamas do Sucesso, Rod Stewart, Young Blood, CPM 22, John Legend e Lulu Santos.

O show da Rihanna me surpreendeu, adorei ouvir os hits e os dólares com a cara da RiRi que jogaram nela enquanto ela cantava Bitch Better Have My Money.

O segundo show que eu fui na vida foi do Paralamas do Sucesso e eu conheci o Herbert mais tarde em um hotel que eu fazia academia. Foi muito bom relembrar os sucessos que eu cantava com a minha mãe na infância.

Eu só conhecia Have you ever seen the rain do Rod Stewart, mas curti bastante o show dele e já adicionei ele no meu Spotify para ouvir mais músicas dele.

O Young Blood eu não conhecia e, na verdade, só vi o show porque a minha timeline do twitter parou com as piadas e começou a elogiar o som dos caras. Eu curti bastante e vou procurar ouvir a discografia deles.

Eu fui no show do Lulu Santos em 2013 e o repertório se manteve o mesmo, mas os arranjos mudaram. Odiei os novos arranjos, para que mudar o tradicional? Mas apesar disso eu cantei as músicas e curti tanto quanto no show.

Eu só conheço Um minuto para o fim do mundo, mas relembrei a minha pré adolescência com o show do CPM 22. A minha parte preferida foi o Vai tomar no cu Dilma.

Para encerrar o evento tivemos a Katy Perry, o que sinceramente eu achei um pouco chato, deveriam encerrar com uma banda ou cantor de rock, não é?

No início do show quase que eu estava pegando um avião até a cidade do rock e dando a minha antiga bombinha de asma para a Katy Perry.

Tudo bem que o show faz parte da turnê, mas eu cheguei a me perguntar se era a transmissão do RiR ou do SPFW. 

A maior prova de que era desnecessário as trocas de roupa e as coreografias foi que quando ela colocou a penúltima roupa e ficou parada no palco a voz dela fluiu e eu vi a Katy Perry dos cds no palco.

Eu só conhecia Green Light do John Legend e amei o show já que todas as músicas seguem um estilo Soul. Só não entendi porque ele ficou no Sunset e não no Mundo.

Se for pensar de modo geral, essa edição não foi tão péssima, mas em comparação com as anteriores ela deixou muito a desejar.

Esperei ansiosa pelas edições anteriores e na de 2017 eu vou pagar pra ver perante o fiasco que foi essa edição em relação ás minhas expectativas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)