05 dezembro 2015

Meu Romeu



Eu achei que cinquenta tons de cinza tinha sido uma enrolação das boas, mas esse livro superou. Sinceramente, só o li até o fim por curiosidade.

Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído


  • Resenha: 

Cassandra Taylor, ou apenas Cassie, era muito tímida na infância e por isso seus pais a matricularam em aulas de teatro, mas o que era para ser um hobbie acabou virando a sua grande paixão.


No livro acompanhamos dois momentos da personagem, o primeiro quando ela tinha 18 anos e desejava entrar na Grove, uma das faculdades de artes cênicas mais renomadas dos Estados Unidos, e o segundo seis anos mais tarde quando ela vai protagonizar uma grande produção.

De todos os candidatos, apenas 32 são aceitos por ano na faculdade e Cassie acredita que suas chances são minimas, afinal ela nunca atuou em peças relevantes, mas ainda assim decide tentar.

No dia do teste ela é selecionada entre 78 alunos para fazer testes mais específicos e no último teste ela faz dupla com um garoto alto, loiro e extremamente musculoso e no exercício, um dos mais difíceis, eles têm uma química inegável juntos.

Então Erica admite ambos na universidade. Ethan Holt é extremamente estúpido e pela primeira vez em quatro anos sente uma atração inegável por Cassie, mas não deixará transparecer. 

Logo no primeiro dia de aula Cassie fuma, coisa que nunca fizera na vida até então, e admite para a colega de apartamento, Ruby que se sente atraída por Holt, apesar do gostosão dizer que não quer ser nem amigo dela.

Tudo muda quando Jack Avery dá uma festa de boas vindas e Ruby desafia Cassie a ficar com algum garoto e perder a sua virgindade. Taylor acaba bebendo demais e literalmente se joga em cima de Ethan que finalmente admite que quer ficar próximo dela.

No segundo momento, Cassie ainda tenta se recuperar o coração partido por Holt e quando recebe o convite para atuar em uma grande peça de um diretor altamente premiado ela fica em dúvida porque Ethan fará o seu par.

Apesar de tudo ela decide que vale a pena, afinal de contas, isso lhe dará grande reconhecimento profissional. Mas logo no primeiro dia quando Holt chega e lhe pede uma segunda chance afirmando que mudou ela percebe que vai ser muito difícil seguir na produção.

Apesar de todo o ódio, ela ainda sente algo por ele, e depois de beber muito ela envia um email para ele combinando um encontro para se reconciliarem pelo bem da peça, mas a antiga química ainda está presente e ela não sabe se conseguirá ter um relacionamento meramente profissional com o ex.

Leisa Rayven 
Globo Livros
Meu Romeu



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)