09 janeiro 2016

Eu sofri bullying - O começo



*Com essa série de posts eu tenho a intenção de mostrar como o preconceito mexe com a gente de uma maneira que é irreversível e, portanto, a pena de 2 anos para quem comete crimes contra a honra é muito pequena.

Eu não lembro muito bem quando eu comecei a sofrer bullying, mas a primeira recordação que eu tenho é das sextas feiras, na hora da última aula nós íamos brincar na casa de bonecas e quase sempre eu levava o oposto.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Por exemplo, as garotas levavam Barbies e eu levava uma boneca tipo bebê e vice versa e assim eu acabava brincando sozinha.

Na primeira série do ensino fundamental (hoje segundo ano) minha mãe me colocou para ir e voltar na perua escolar e eu lembro que ninguém sentava do meu lado e me ignoravam totalmente quando eu tentava me enturmar.

Na época eu trabalhava como modelo mirim e elas tinham inveja de mim porque eu podia faltar na escola de vez em quando e elas tinham que ir todo dia.

Eu lembro que eu tinha uma amiguinha, Luisa¤, e nós só éramos amigas porque as nossas mães eram amigas e, eu percebia, mas me fazia de ignorante, quando via que quando estávamos sozinhas ela me tratava de um jeito, quando estávamos na escola ela me tratava de outro.

Na metade de 2001 eu comecei engordar e perdi o emprego de modelo e, na mesma época, a minha mãe contou para a amiga dela, mãe da minha colega, que eu era bolsista.

Me lembro até hoje de um dia que eu entrei na perua e fui com a mochila da Polly, que na época era o desejo de consumo de toda garota, e quando comecei a brincar com a minha Polly essa colega minha virou e disse:

- Eu não brinco com gente pobre, aposto que essa Polly é de camelô.

Cara, eu quis morrer. Comecei chorar e não parei mais, chamaram a minha mãe no colégio e quando chegamos em casa eu apenas disse que não queria mais estudar e ela decidiu me mudar de colégio no meio do semestre.

¤ Os nomes foram modificados


Um comentário:

  1. É punk. Eu também já sofri muito bullying por ser gorda. Fui bulímica por 10 anos, e hoje eu tento me aceitar do jeito que sou. Me acho incrivelmente horrível e toda vez que algum garoto chega perto de mim, tenho vontade de morrer de tanta vergonha. Tenho 20 anos e ainda sou bv, talvez por esse complexo de inferioridade. Já tentei suicídio, mal sucedido.

    Hoje tento me aceitar, vivo um dia de cada vez.


    Segue lá: http://essaeagiu.blogspot.com/

    ResponderExcluir

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)