31 março 2016

E meu pai?



A pergunta que eu mais tenho recebido ultimamente é: Você tem pai? Fala sobre o seu pai, por favor? Por que você nunca falou nada sobre o seu pai?

Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Eu queria poder chegar aqui e falar que eu nunca falei sobre o assunto porque eu sou sensível em relação à isso ou que só agora eu consegui superar o que aconteceu, mas eu estaria mentindo.

É um assunto que me deixa totalmente raivosa porque ninguém compreende uma coisa tão simples e também tentam dar mais importância do que eu mesma dou. Mas, em respeito á vocês, eu vou falar tudo o que eu sei sobre isso.

Meu pai morreu há vinte anos e tudo o que eu sei é que ele e a minha mãe não se falavam mais há seis meses porque ele ameaçou pegar a minha guarda e minha mãe fez o papel dela, de me proteger.

Ele foi cremado e jogaram as cinzas dele no mar. A família do meu pai e eu nunca nos demos bem, por motivos que eu até gostaria de abrir aqui, mas como pode virar um processo eu vou ter que guardar para mim, por enquanto.

Eu não tento uma reconciliação, mas como boa cristã, eu os perdoei. Agora vamos para a parte que me deixa "emputecida". As pessoas, por algum motivo escroto, acham que eu sofro muito por causa de não ter um pai e quando ouvem a história já chegam falando "Eu sinto muito".

Os psicólogos tentaram me fazer expressar qualquer sentimento em relação à ele, mas como você pode chorar por um cachorro seu que na realidade você nunca teve? Eu nunca tive um pai, não sei como é ter um e, portanto, eu não sinto nada em relação ao meu pai biológico.

Quando eu era pequena, eu sentia falta da figura de um pai porque isso era mais um motivo para sofrer bullying. Enquanto no dia dos pais as crianças presenteavam os pais eu simplesmente sempre deixei esse dia passar despercebido.

Me irrita o fato de as pessoas acharem que eu tenho que sentir alguma coisa em relação à ele, não, eu não tenho que sentir nada porque ele nunca fez o papel de pai e quando chegam para mim falando "Poxa, eu sinto muito" eu me sinto sem graça porque as pessoas expressam esse sentimento e eu sou tipo "f*da-se" em relação à isso.

Nunca quis saber detalhes da morte dele e nunca procurei nenhuma informação sobre ele, tanto que eu nem sei em que praia as cinzas dele foram jogadas. Outra pergunta que me fazem é porque nenhum personagem meu tem pai e esse também é o esclarecimento para essa questão.


30 março 2016

Birdy - Beautiful Lies



Quando eu ouvi Keeping your head up eu pensei "A Birdy perdeu totalmente a identidade musical", mas foi só ouvir o álbum completo para perceber que o single é ruim e não a cantora que piorou.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Então hoje eu trago o top 5 do novo cd da Birdy e foi o segundo cd dela que inaugurou essa categoria, então o post de hoje é todo especial.


29 março 2016

O dia em que me mandaram desistir do blog



Oi gente, o post de hoje é mais um desabafo porque fazia tempos que alguém (que eu amava tanto) me magoava desse jeito. Na hora eu fiquei quieta, mas por dentro eu me senti como se tivesse tomado uma facada.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Eu tenho plena consciência que o Hey Tutty não se equipara á esses grandes blogs que nós vemos por aí e, por isso, que até esse ano eu não investia nele, só fazia posts, divulgação e pensava "seja o que Deus quiser".

Em janeiro o blog começou crescer do nada, muitas blogueiras começaram a me citar nos seus blogs e também tomar o Hey Tutty como referência, então eu perdi a timidez e investi em um domínio próprio e em networking.

Fevereiro foi um mês que só Jesus na causa, tudo de péssimo que podia acontecer, aconteceu, e logo na segunda semana eu ouvi: "Larga essa brincadeira de ser blogueira para lá e investe nos seus estudos".

Eu chorei por dias porque o blog é uma parte insubstituível de mim, antes do blog eu era uma pessoa, hoje eu sou outra e talvez a pessoa nem soubesse dessa importância quando falou aquilo, mas me doeu mais do que um tiro.

Então eu fiquei pensando em quantas blogueiras devem ouvir isso e desanimar ou desistir do seu trabalho e eu quero fazer do meu sofrimento um aprendizado.

Todos os grandes começaram na brincadeira um dia, inclusive eu, então toda vez que alguém te disser isso, levante a cabeça e pense: "Você vai ver a brincadeira".

Também se o seu blog for só um hobbie, que se dane, o importante é fazer por amor, em primeiro lugar, depois vem o resto. Todos os dias eu penso no quanto eu perdi por desistir do meu primeiro blog (lá em 2004/2007) e só voltar para a blogosfera em 2011.

Não seja como eu, não seja canalha á ponto de pensar só na fama e no dinheiro, não crie noventa blogs antes de insistir, creia no seu potencial e lembre-se, quando te mandarem desistir, arrume animação em triplo e prove para essa pessoa que não é só uma brincadeira.


28 março 2016

Meu segredo para ler um livro literário por semana

 


Quem acompanha aqui sabe que toda quarta feira eu resenhava um livro novo e muita gente não entendia como eu faço para fazer faculdade e ainda ler um livro por semana! Bom, aqui vai o segredo!


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.


Saudades do Ensino médio


Oi gente, no vídeo de hoje eu contei como foi o meu Ensino Médio, me diverti bastante relembrando essa fase e espero que vocês se divirtam também assistindo.

Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.