12 março 2016

Eu sofri bullying - No limite



*Com essa série de posts eu tenho a intenção de mostrar como o preconceito mexe com a gente de uma maneira que é irreversível e, portanto, a pena de 2 anos para quem comete crimes contra a honra é muito pequena.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído. 


Aquela colega da minha antiga escola, Luisa¤, mudou para a minha turma e logo fez amigos e contou para esses amigos que eu era pobre.

Meu avô tinha acabado de morrer e todo mundo começou a me zoar por ser pobre e também não tinham esquecido do incidente do ano interior.

A escola foi vendida e trocaram todos os professores e, para piorar, a minha nova professora me odiava. Falava na minha cara que eu era puxa saco e uma garota retardada.

Eu estava ficando cansada de guardar tudo para mim e, um dia no intervalo, a Ana¤ veio me agredir e eu decidi que era o meu limite.

Eu soquei a cara da Ana¤ e o nariz dela começou a sangrar e me levaram para a diretoria. Chamaram a minha mãe e eu contei tudo, inclusive que a Luisa¤ só era minha amiga quando estávamos perto das nossas mães.

Resultado? Só eu tomei uma suspensão e a menina que me batia todo dia só foi levada para o hospital e minha mãe decidiu que eu não merecia mais aquilo.

¤ Os nomes foram mudados


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)