30 abril 2016

Procura-se um novo amor


Um novo amor que me faça sorrir de novo, que me faça querer viver nos detalhes o momento atual da minha vida, que faça bem ao meu coração.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Preciso desapegar do passado, o que foi passou e o futuro me espera. Procura-se alguém pronto para viver o futuro intensamente ao meu lado.

Alguém que prefira assistir Netflix ao invés de ir para a balada, que me faça perder a razão quando pega a minha mão e sussurra no meu ouvido que me ama.

Uma pessoa que planeje o nosso futuro antes mesmo de assumir que me ama e que quer envelhecer comigo e ver os nossos netos brincando de pega pega no quintal de casa.

Um homem que cuide de mim como se eu fosse um bem precioso e que abra mão do controle de vez em quando para que eu me sinta útil.

* Isso é apenas uma crônica, não uma tentativa desesperada de encontrar um namorado.

29 abril 2016

Doce adolescência



Oi gente, esses dias eu estava no carro e começou a tocar Misery Business da Paramore no rádio e assim que eu cheguei em casa eu decidi ouvir de novo as músicas que marcaram a minha adolescência.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Então lá pelas tantas eu decidi criar uma playlist para ouvir nos meus momentos nostálgicos e aposto que quem for da minha idade vai se sentir assim também.


28 abril 2016

Seja você mesmo



Eu sei que quando você leu o título do post você pensou "Ai que frase clichê", mas eu tenho que fazer um post só para me lembrar dessa fase maravilhosa que eu estou vivendo.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

Desde meados de 2011 eu não me sinto tão eu mesma. Sabe quando tudo se encaixa e você sente que tudo está perfeito? Eu estou em um momento desses, apaixonada por eu mesma.

Eu sei que parece loucura, mas eu estou feliz sozinha, com a minha vida, com a minha família, com os meus amigos e, sobretudo, com o meu relacionamento com Deus.

Se eu pudesse eu congelava o tempo e ficava nessa "vibe" para sempre porque nesse momento eu sinto uma felicidade genuína inexplicável. Vocês já se sentiram assim?


27 abril 2016

Editoras ou autopublicação?



* Esse post faz parte da série Um ano em um livro, para saber mais sobre a proposta clique aqui




Quem acompanha o blog faz tempo sabe que eu sou uma defensora ferrenha da autopublicação, mas hoje eu vou falar os prós e contras de cada uma.


Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.