11 setembro 2016

"Eu estou grávida e solteira"



Oi gente, que pediu o conselho hoje foi a C.M., que é da igreja e tenta seguir tudo à risca, mas em um descuido engravidou!

Leia o post e comente sobre ele, caso contrário, o seu comentário será excluído.

"Oi Tutty, eu sou evangélica praticante e acreditava no sexo após o casamento, mas depois de 23 anos, nenhum namorado e muita tentação eu fiz. Em uma noite depois da faculdade eu saí para jantar com umas amigas e elas começaram a beber e eu decidi que iria acompanha-las, afinal não poderia ser pecado beber uma vez na vida. 

Acontece que nessas eu me perdi, conheci um homem e ele me pediu para eu ir até a casa dele, eu imaginei que iríamos beber e conversar a noite toda, mas assim que chegamos lá a gente começou a se beijar e o clima foi esquentando e eu pensei "Por que não me dar uma folga por uma noite?" e fomos até o final. Acontece que eu não menstruava há dois meses e fiz o exame de sangue e deu positivo! 

Minha família não vai aceitar, todos na igreja vão me odiar e eu posso ter perdido a minha salvação. Até pensei em abortar, mas eu pecaria mais ainda. Também tenho medo de o meu filho nunca poder conhecer à Deus. Eu acho que isso está acontecendo comigo porque eu me dei uma folga, deve ser Deus me castigando"

Oi C.M, primeiro muita calma porque pelo jeito como você falou, você só se abriu comigo, a sua família te ama e por mais que você tenha errado, Deus prega o perdão, não é mesmo? 

Segundo, eu sei como é os hormônios em alta e a esperança de um casamento em baixa, então compreendo a sua atitude, em partes, porque hoje em dia é MUITO PERIGOSO você ir para a casa de quem conheceu a uma hora.

Depois que obviamente você não tomava anticoncepcional porque não tinha a intenção de fazer sexo tão cedo, mas usar camisinha nunca foi um pecado, então fica a dica para próximas vezes.

Na minha opinião, abortar seria um pecado muito maior do que fazer sexo porque é Deus quem dá a vida e também quem tira. Nós não temos o direito de tirar a vida de ninguém e, mesmo sendo apenas um pequeno feto, ele já vive!

Sobre as pessoas da igreja, não se importe, o que vale é o que Deus acha de você, se eles querem te julgar o problema é inteiramente deles, até porque julgar é pecado também.

Por fim, eu não acredito que Deus castiga ninguém, mas que futuramente Ele vai mostrar que colocou esse filho na sua vida com um propósito e lembre-se que se Deus não quisesse, você nunca teria engravidado, então o bebê já vêm pelas mãos Dele.

Não sei como fica a questão do pai ou como você se sente em relação à isso porque você não especificou, mas pense bem porque de repente esse foi o jeito que Deus usou para unir você com o seu futuro marido e pense pelo lado positivo, se você estivesse namorando, isso seria um problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE A URL DO SEU BLOG. Ás vezes eu demoro para responder por conta da faculdade. Seja respeitoso, caso contrário, o seu comentário será excluído! Obrigada pela visita :)